Dicas para controlar os gastos no final de ano

Chegando final de ano e época de presentes, compras maiores, viagem, férias... É um dos períodos em que o consumidor mais entra no “vermelho” por gastar além do que pode. Com muita oferta e apelo ao consumismo, a época é propícia a gastos não planejados e pode causar grandes prejuízos ao bolso do consumidor.


Além das dívidas contraídas nas festas natalinas, no início de um novo ano há também gastos como IPVA, IPTU, matrícula escolar, etc. E infelizmente para alguns, começar o ano no vermelho “faz parte” do calendário financeiro da família.

 

Confira algumas dicas para manter o bolso sob controle e começar 2020 com as finanças em dia:

 

1. Não compre por impulso
Procure sair de casa já sabendo qual presente comprar e quanto irá gastar. Siga o planejamento. Não se contagie com o comportamento dos outros e contenha o consumismo. Outra dica é não sucumbir às facilidades de pagamento que são oferecidas, como descontos, parcelamentos sem juros, etc, pois podem ser armadilhas para estímulo aos gastos desnecessários.

 

2. Evite usar cartão de crédito e parcelar
A soma de todos os parcelamentos pode ocasionar um susto enorme na hora que a fatura chegar. Além disso, quando comprar à vista, você pode exigir um desconto. As contas a pagar no futuro, que é a essência do cartão de crédito, reduz o seu poder de consumo lá na frente. Mesmo para aquelas pessoas que possuem controle rigoroso nos gastos com cartão e que determinam limites, tem que ter muita cautela.

 

3. Evite viagens não programadas
Deixar para última hora pode ser bem mais difícil conseguir um bom pacote de viagem. Se não conseguir se organizar com antecedência, opte por fazer passeios em sua própria cidade, ou simplesmente descansar.

 

4. Evite usar todo seu 13º salário nas compras de Natal
Guarde o 13º salário para os pagamentos do início do ano, que são sempre mais pesados, como IPTU, IPVA, matrículas de escolas e cursos, anuidades de clubes, conselhos profissionais, academias, material escolar e uniforme. Além de livrar-se de contas por todo o ano, você poderá ainda conseguir um ótimo desconto com o pagamento à vista e integral de impostos e serviços. E se sobrar um dinheirinho após os pagamentos, guarde para formação de uma reserva para emergência e realização de sonhos. Lembre-se que ter dinheiro guardado aumenta sua liberdade de escolhas e te dá maior poder de negociação.

 

5. Reflita sobre o equilíbrio entre felicidade e consumo
Não se deixe levar pelo lado emocional. É possível demonstrar carinho pelas pessoas que você ama ou mesmo presentear-se sem extrapolar seu orçamento. Lembre-se: a simbologia da data e o carinho devem ser sempre mais importantes que o presente em si.

 

Aproveite o tempo de festas da maneira como deve ser aproveitado: para matar a saudade, para dizer o quanto gosta de alguém, para dividir conhecimento e não para se perder em contas. E se tiver de fazer um propósito para o novo ano, deseje sua libertação financeira!

 

Fonte: Adaptado de Dinheirama

Link original do artigo clique aqui

Receba conteúdos exclusivos e com prioridade